Atendimento residencial novo
Equipamentos

Desentupimento na Zona Sul: Desentupimento em Marsilac

Desentupidora no Marsilac

Melhor preço de desentupimento no bairro Marsilac, atendimento 24 horas. Promoção especial em toda a zona sul, ligue e confira (11) 3313-1732. Parcelamos no cartão, cheque, boleto e desconto no pagamento à vista na zona sul.

Empresa de limpeza de fossa e desentupimento no bairro Marsilac em São Paulo.

Desentupimento sem quebras.

Resultado de imagem para marsilac

Não deixe para depois, faça uma manutenção preventiva na sua rede de esgoto ou fossa e evite o mosquito da Dengue.

 

Mosquito da dengue Mosquito da dengue Mosquito da dengue

A dengue pode ser transmitida por duas espécies de mosquitos (Aëdes aegypti e Aëdes albopictus), que picam durante o dia e a noite, ao contrário do mosquito comum, que pica durante a noite. Os transmissores de dengue, principalmente oAëdes aegypti, proliferam-se dentro ou nas proximidades de habitações (casas, apartamentos, hotéis), em recipientes onde se acumula água limpa (vasos de plantas, pneus velhos, cisternas etc.).

Chame ajuda especializada, chame a PH Serviços SP.

Desentupidora PH SERVICOS SP.

Promoção PH contra a crise.

Limpa fossa no Marsilac.

Empresa para esvaziar fossa na zona Sul de São Paulo.

Temos deslocamento facilitado por tem uma unidade da desentupidora próxima ao Marsilac.

 

A PH Serviços atende  Marsilac todos os bairros da Zona Sul de São Paulo.  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Campo Belo   

Campo Limpo   

Capão Redondo  

Cidade Ademar   

Cidade Dutra   

Cursino 

Grajaú   

Ipiranga    

Jabaquara    

Jardim Angela   

Jardim São Luis    

Marsilac

Moema  

Parelheiros   

Pedreira 

Sacomã   

Santo Amaro   

Saúde   

Socorro   

Vila Andrade

Vila Mariana  

 

Entre em contato conosco

   

 

 

 

 

 

 LIGUE JÁ (11) 3313-1732 .

 

Resultado de imagem para melhor preço

 

     

 

 

 

 

Atendimento 24 Horas 

 

Utilizamos os mais modernos equipamentos para atender desentupimento no Marsilac, em pequenos, médios e grandes casos. Atendemos residências sem causar quebras, localizando o ponto exato da obstrução. Realizamos ainda a limpeza e higienização de caixas de gorduracaixas de passagem poços de recalque.

Como estamos localizados na Zona Sul de São Paulo, temos um preço imbatível para oferecer a região. Faça o seu orçamento conosco, serviço rápido e limpo. A desentupidora PH SERVIÇOS SP é a sua melhor opção para desentupimentos na região do Marsilac.

Para desentupimentos no Marsilac fale conosco. PH Serviços é uma desentupidora que esvazia fossa. Melhor preço de São Paulo com atendimento imediato no bairro. Aberto aos domingos. 

Temos o melhor preço de desentupimento no bairro Marsilac e na Zona Sul de SP.

Desentupimento com Caminhão e Hidrojateamento.

Aluguel de caminhão desentupimento no bairro Marsilac (clique aqui) 

Desentupimento em residência no bairro Marsilac.

Não cobramos taxa de visita e orçamento.

Realizamos o serviço de Desentupimento emergencial.

Serviços que a Desentupidora PH Serviços realiza:

Hidrojateamento, Desentupimento, Limpeza de Fossa, Desentupidora de Fossa, Desentupidora de Caixa de Gordura, Desentupidora de Cano, Desentupidora de Pia, Desentupidora de Ralo, Desentupidora de Esgoto, Desentupidora de Tubulação, Desentupidora de Tanque, Desentupidora de Coluna, Desentupidora de Córrego, Desentupidora de Rego, Desentupidora de Privada, Desentupidora de Vaso Sanitário, Desentupidora de Condutor, Desentupidoras, Hidrojateamentos, Desentupimentos, Limpeza de Fossas, Desentupidora de Fossas, Desentupidora de Caixas de Gordura, Desentupidora de Canos, Desentupidora de Pias, Desentupidora de Ralos, Desentupidora de Esgotos, Desentupidora de Tubulações, Desentupidora de Tanques, Desentupidora de Colunas, Desentupidora de Córregos, Desentupidora de Regos, Desentupidora de Calhas, Desentupidora de Privadas, Desentupidora de Vasos Sanitário, Desentupidora de Condutores, Desentupidora em Condomínio, Desentupidora em Empresa, Desentupidora em Residência, Desentupidora em Indústria, Desentupidora em Comércio, Desentupidora em Apartamento, Desentupidora em Bar, Desentupidora em Restaurante, Desentupidora em Casa, Desentupidora em Escola, Desentupidora em Hotel, Desentupidora em Shopping, Desentupidora em Supermercado, Desentupidora em Plataforma, Desentupidora em Condomínios, Desentupidora em Empresas, Desentupidora em Residências, Desentupidora em Indústrias, Desentupidora em Comércios, Desentupidora em Apartamentos, Desentupidora em Bares, Desentupidora em Restaurantes, Desentupidora em Casas, Desentupidora em Escolas, Desentupidora em Hotéis, Desentupidora em Shoppings, Desentupidora em Supermercados, Desentupidora em Plataformas e Locação de Caminhão Limpa fossa.

 

A PH Serviços SP atende a cidade de São Paulo e os seguintes municípios da Grande São Paulo.

Arujá | Barueri | Biritiba Mirim Caieiras | Cajamar | Carapicuíba | Cotia | Diadema | Embu das Artes Embu-Guaçu Ferraz de Vasconcelos Francisco Morato Franco da Rocha|Granja Vianna Guararema | Guarulhos | Itapecerica da Serra Itapevi | Itaquaquecetuba|Jandira | Juquitiba | Mairiporã | Mauá | Mogi das Cruzes | Osasco | Pirapora do Bom Jesus|Poá | Ribeirão Pires Rio Grande da Serra | Salesópolis | Santa Isabel Santana do Parnaiba Santo André São Bernardo do Campo | São Caetano do Sul São Lourenço da Serra | São Paulo Suzano | Taboão da Serra Vargem Grande Paulista.

 

Dicas PH Serviços

Por que devo cuidar da minha rede de esgoto ?

DOENÇAS TRANSMITIDAS PELA ÁGUA

fonte: http://www.mdsaude.com/2012/01/doencas-da-agua.html

A maioria das doenças transmitidas pela água são causadas por micro-organismos presentes em reservatórios de água doce, habitualmente após contaminação dos mesmos por fezes humanas ou de animais. A transmissão do agente infeccioso através da água pode ocorrer pelo contato com a pele durante o banho, pela ingestão ou pela aspiração de germes presentes na água.

A forma mais comum de contaminação é através da ingestão, seja diretamente bebendo água contaminada ou pelo consumo de alimentos lavados com água infectada.

Nas regiões onde não há saneamento básico (falta de água tratada ou rede de esgoto), as doenças infecciosas podem ocorrer devido à contaminação da água de rios, lagos, córregos e, em alguns casos, até mesmo do mar por dejetos humanos e de animais. O modo mais comum de contaminação das águas é através do despejo de esgoto não tratado.

Só para se ter uma ideia, quantidades mínimas de fezes, como apenas um grama, podem conter cerca de 10 milhões de vírus, 1 milhão de bactérias ou até 1000 parasitas.

Além das infecções transmitidas diretamente pela água, há também outras doenças relacionadas à água, como infecções causadas por mosquitos que se reproduzem em água doce parada, nomeadamente dengue, febre chikungunya e febre amarela. Como estas não são doenças transmitidas diretamente por água contaminada, elas não serão citadas neste artigo.

O consumo de água contaminada por substâncias químicas, como chumbo, arsênico e flúor, também pode levar a doenças.

Neste texto vamos fazer uma rápida revisão sobre as principais doenças causadas por água contaminada com germes. Se você quiser saber mais detalhes sobre as doenças citadas neste texto, utilize os links fornecidos para acessar os artigos específicos sobre cada uma.

 

Quais são as doenças transmitidas pela água ?

DOENÇAS INFECCIOSAS TRANSMITIDAS PELA ÁGUA

1. Hepatite A

A hepatite A é uma infecção viral transmitida pela via fecal-oral, ou seja, a pessoa precisa ter contato com fezes humanas contaminadas para se contaminar.

A transmissão do vírus da hepatite A pode se dar através da contaminação de alimentos preparados por pessoas infectadas que não lavam as mãos após evacuarem ou pelo contato das fezes contaminada com águas, nos locais onde não há saneamento básico. Praias, rios e lagos que recebem esgoto não tratado podem ter suas águas contaminadas com o vírus da hepatite A.

A hepatite A apresenta-se habitualmente como um quadro de diarreia, associada à perda de apetite, náuseas, vômitos, fraqueza, dor muscular, dor de cabeça e febre. Após uma semana surge a icterícia, sintoma clássico da hepatite A aguda, que se caracteriza por pele e olhos amarelados (leia: O QUE É ICTERÍCIA?).

Para saber mais detalhes sobre a hepatite A, leia HEPATITE A | Sintomas, tratamento e vacina.

2. Cólera

A cólera é uma infecção causada pela bactériaVibrio cholerae e se caracteriza por um severo quadro de diarreia aquosa, que pode levar rapidamente à grave desidratação.

A cólera também é transmitida pela via fecal-oral, podendo ser adquirida através da água e de alimentos contaminados. O Vibrio cholerae, após ser ingerido, instala-se no intestino e passa a produzir uma toxina que ataca as células intestinais, provocando uma grave diarreia.

3. Diarreia infecciosa

Além da cólera e da hepatite A, vários outros germes, incluindo bactérias, vírus e parasitas, podem contaminar águas e os seres humanos que entram em contato com as mesmas. Só para citar alguns:

a) Bactérias:

  • Escherichia coli  (Leia: BACTÉRIA Escherichia coli | E.coli).
  • Salmonella.
  • Shigella.
  • Campylobacter pylori.
  • Chlamydia trachomatis.
  • Yersinia enterocolítica.
  • Vibrio vulnificus.

b) Vírus:

  • Rotavírus.
  • Norovírus (chamado antigamente de vírus Norwalk).
  • Adenovírus.
  • Sapovírus.
  • Astrovírus.
  • Adenovírus entérico.
  • Pólio.
  • Hepatitis E.

Leia: VÔMITO E DIARREIA | Gastroenterite viral

c) Parasitas:

Para saber mais sobre diarreia e suas causas, leia: DIARRÉIA | Sinais de gravidade

4. Leptospirose

A principal fonte de transmissão da leptospirose são os ratos de esgoto. A infecção pode ocorrer após o consumo de líquidos e alimentos, mas a via principal é pelo contato direto da pele com água contaminados pela urina destes roedores. O risco de transmissão é grande durante as enchentes, quando as águas contaminadas dos esgotos se misturam com o excesso de água das chuvas. Quanto mais prolongado for o contato da pele com a água contaminada pela urina de rato, maior é o risco de contágio.

Mais de 75% dos pacientes apresentam febre alta com calafrios, dor de cabeça e dor muscular. 50% apresentam náuseas, vômitos e diarreia. Um achado típico da leptospirose são os olhos acentuadamente avermelhados.

Para saber mais sobre a leptospirose, leia: LEPTOSPIROSE | Sintomas e tratamento.

5. Esquistossomose

A esquistossomose, também conhecida por barriga d’água ou doença do caramujo, é uma infecção causada pelo parasita Schistosoma, que vive em águas contaminadas por fezes e povoadas pelo caramujo.

A esquistossomose pode ser adquirida através da ingestão de água contaminada, mas sua principal via é através da pele em pessoas que se banham em águas contaminadas pelo parasita.

A esquistossomose pode causar  grave doença do intestino e do fígado.

Para saber detalhes sobre a esquistossomose, leia:
– ESQUISTOSSOMOSE | Ciclo e prevenção
– ESQUISTOSSOMOSE | Sintomas e tratamento

6. Otite externa

Exposição do ouvido à água é um fator de risco bem conhecido para otite externa (inflamação da região mais externa do ouvido). A otite externa é também conhecida como “otite do nadador”.

O excesso de umidade leva à maceração da pele e à quebra da barreira de cerume, mudando a microflora do canal do ouvido, o que favorece o crescimento de bactérias que causam a otite.  A otite pode ser causada por bactérias ou fungos, e águas com elevado grau de contaminação aumentam ainda mais o risco de lesão do ouvido. Porém, a otite pode surgir mesmo em pessoas que só frequentam piscinas com adequado tratamento da água.

Para saber mais sobre a otite externa, leia: OTITE EXTERNA

7. Legionelose (doença dos legionários)

A legionelose, também conhecida como doença dos legionários, é uma infecção provocada por uma bactéria chamada Legionella pneumophila. A legionelose é uma infecção pulmonar que costuma ser adquirida através da inalação de partículas água contaminadas com a bactéria Legionella.

A legionelose não é transmitida de pessoa para pessoa nem é adquirida pelo consumo de água contaminada. Para adquirir a Legionella é preciso aspirar partículas de água contaminada presentes no ambiente.

Diversos tipos de sistema de água já foram identificados como potenciais fontes de legionelose. Entre os mais comuns estão sistemas de aquecimento ou arrefecimento de água, ares-condicionados centrais, banheiras de hidromassagem, chuveiros, equipamentos de água sob alta pressão, umidificadores, chafarizes, fontes artificiais, nebulizadores, saunas a vapor, etc. Qualquer ambiente onde haja vaporização ou emissão de partículas de água pode ser uma fonte de contágio, caso a água esteja contaminada com a bactéria.

Para saber detalhes sobre a legionelose, leia: LEGIONELOSE – Doença do Legionário.

 

Quais os perigos dengue ? Como Evitar ?

Portal da Prefeitura de São Paulo

O portal da Prefeitura de São Paulo disponibiliza informações importantes para o combate ao mosquito da Dengue.

Vamos evitar a Dengue, Chikungunya e Zika Vírus mantendo nossa residência e local de trabalho limpo e livre de água parada. Conte com a PH Serviços SP para isso. 

DENGUE

A Dengue como doença só existe devido à presença do mosquito Aedes aegypti em nosso meio ambiente, pois ele é o transmissor da doença.

Para evitar a sua propagação, há necessidade de eliminarmos os locais que acumulam água e servem de criadouro para o mosquito, principalmente em nossas residências, assim:

  • Pratos de vasos de plantas devem ser preenchidos com areia;
  • Tampinhas, latinhas e embalagens plásticas devem ser jogadas no lixo e as recicláveis guardadas fora da chuva;
  • Latas, baldes, potes e outros frascos devem ser guardados com a boca para baixo;
  • Caixas d’água devem ser mantidas fechadas com tampas íntegras sem rachaduras ou cobertas com tela tipo mosquiteiro;
  • Piscinas devem ser tratadas com cloro ou cobertas;
  • Pneus devem ser furados ou guardados em locais cobertos;
  • Lonas, aquários, bacias, brinquedos devem ficar longe da chuva;
  • Entulhos ou sobras de obras devem ser cobertos, destinados ao lixo ou “Operação Cata-Bagulho”;
  • Cuidados especiais para as plantas que acumulam água como bromélias e espadas de São Jorge, ponha água só na terra.

 

 

 

 

Veja também:

 

 

Quais os perigos do Vírus Zika ? Como Evitar ?

Vamos todos ajudar no combate ao vírus Zika. Essa luta é de todos. Evite água parada em calhas, caixas e fossas. Faça a sua parte. Chame a PH Serviços para higienizar a sua fossa e afastar  o mosquito da sua residência.

 

MINISTÉRIO DA SAÚDE - INFORMAÇÕES SOBRE O ZIKA VÍRUS

(Fonte: www.saude.gov.br) O vírus Zika é transmitido por meio da picada do mosquito Aedes aegypti. A principal ação de combate ao mosquito é evitar sua reprodução. O Aedes aegypti se prolifera nos locais onde se acumula água. Por isso, é importante não deixar recipientes expostos à chuva, além de tampar caixas d’agua e piscina. Recomenda-se também a instalação de telas de proteção em janelas e portas e o uso de repelentes.

SINTOMAS

Febre, coceira, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dor no corpo e nas juntas e manchas vermelhas pelo corpo. Para maiores esclarecimentos, o médico deverá ser consultado.

 

 

fonte: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/leia-mais-o-ministerio/197-secretaria-svs/20799-microcefalia

 

- O que é a microcefalia?

A microcefalia não é um agravo novo. Trata-se de uma malformação congênita, em que o cérebro não se desenvolve de maneira adequada. Neste caso, os bebês  nascem com perímetro cefálico (PC) menor que o normal, que habitualmente é superior a  32 cm.

- Quais as causas desta condição?

Essa malformação congênita pode ser efeito de uma série de fatores de diferentes origens, como substâncias químicas e agentes biológicos (infecciosos), como bactérias, vírus e radiação.

O que é o vírus Zika?

vírus Zika é um arbovírus (grande família de vírus), transmitido pela picada do mesmo vetor da dengue, o Aedes aegypti.

- Já há confirmação que o aumento de casos de microcefalia no Brasil é causado pelo vírus Zika?

Ministério da Saúde confirmou no sábado (28/11) a relação entre o vírus Zika e o surto de microcefalia na região Nordeste. O Instituto Evandro Chagas, órgão do ministério em Belém (PA), encaminhou o resultado de exames realizados em um bebê, nascida no Ceará, com microcefalia e outras malformações congênitas. Em amostras de sangue e tecidos, foi identificada a presença do vírus Zika.

A partir desse achado do bebê que veio à óbito, o Ministério da Saúde considera confirmada a relação entre o vírus e a ocorrência de microcefalia. Essa é uma situação inédita na pesquisa científica mundial.

As investigações sobre o tema devem continuar para esclarecer questões como a transmissão desse agente, a sua atuação no organismo humano, a infecção do feto e período de maior vulnerabilidade para a gestante. Em análise inicial, o risco está associado aos primeiros três meses de gravidez.

O achado reforça o chamado para uma mobilização nacional para conter o mosquito transmissor, o Aedes aegypti, responsável pela disseminação doença.

- A microcefalia pode levar a óbito ou deixar sequelas?

Cerca de 90% das microcefalias estão associadas com retardo mental, exceto nas de origem familiar, que podem ter o desenvolvimento cognitivo normal. O tipo e o nível de gravidade da sequela vão variar caso a caso. Tratamentos realizados desde os primeiros anos melhoram o desenvolvimento e a qualidade de vida.

- Como é feito o diagnóstico?

Após o nascimento do recém-nascido, o primeiro exame físico é rotina nos berçários e deve ser feito em até 24 horas do nascimento. Este período é um dos principais momentos para se realizar busca ativa de possíveis anomalias congênitas. Por isso, é importante que os profissionais de saúde fiquem sensíveis para notificar os casos de microcefalia no registro da doença no Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (Sinasc).

É possível detectar a microcefalia no pré-natal? Apenas a ultrassonografia é suficiente?

Sim. No entanto, somente o médico que está acompanhando a grávida poderá indicar o método de imagem mais adequado. 

Qual o tratamento para a microcefalia?  

Não há tratamento específico para a microcefalia. Existem ações de suporte que podem auxiliar no desenvolvimento do bebê e da criança, e este acompanhamento é preconizado pelo Sistema Único da Saúde (SUS). Como cada criança desenvolve complicações diferentes - entre elas respiratórias, neurológicas e motoras – o acompanhamento por diferentes especialistas vai depender de suas funções que ficarem comprometidas.

Estão disponíveis serviços de atenção básica, serviços especializados de reabilitação, os serviços de exame e diagnóstico e  serviços hospitalares, além de órteses e próteses aos casos em que se aplicar.

Com aumento de casos que ocorre neste momento, o Ministério da Saúde, decidiu elaborar, em parceria com as secretarias municipais e estaduais de saúde, um protocolo de atendimento voltado a essas crianças. Este protocolo vai servir como base de orientação aos gestores locais para que possam identificar e estabelecer os serviços de saúde de referência no tratamento dos pacientes, além de determinar o fluxo desse atendimento.

Há um tipo de microcefalia, a Sinostose craniana, que não é a que está tendo aumento do número de casos, por não ser de causa infecciosa, que pode ser corrigida por meio de cirurgia. Neste caso, geralmente, as crianças precisam de acompanhamento após o primeiro ano de vida.

- Quais estados estão apontando crescimento de casos de microcefalia acima da média?

Até o dia 28 de novembro, foram notificados à Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde 1.248 casos suspeitos de microcefalia, identificados em 311 municípios de 14 estados do Brasil. O estado de Pernambuco mantem-se com o maior número de casos (646), sendo o primeiro a identificar aumento de microcefalia em sua região e que conta com o acompanhamento de equipe do Ministério da Saúde desde o dia 22 de outubro. Em seguida, estão os estados de Paraíba (248), Rio Grande do Norte (79), Sergipe (77), Alagoas (59), Bahia (37), Piauí (36), Ceará (25), Maranhão (12), Rio de Janeiro (12), Tocantins (12), Goiás (02), Distrito Federal (1) e Mato Grosso do Sul (1).

- Há registro de ‘surtos’ de microcefalia em outros países?

O Zika é considerado endêmico no Leste e Oeste do continente Africano. Evidências sorológicas em humanos sugerem que a partir do ano de 1966 o vírus tenha se disseminado para o continente asiático. Atualmente há registro de circulação esporádica na África (Nigéria, Tanzânia, Egito, África Central, Serra Leoa, Gabão, Senegal, Costa do Marfim, Camarões, Etiópia, Quénia, Somália e Burkina Faso) e Ásia (Malásia, Índia, Paquistão, Filipinas, Tailândia, Vietnã, Camboja, Índia, Indonésia) e Oceania (Micronésia, Polinésia Francesa, Nova Caledônia/França e Ilhas Cook). 

Casos importados de Zika vírus foram descritos no Canadá, Alemanha, Itália, Japão, Estados Unidos e Austrália. O Brasil está entre os países que apresentaram circulação autóctone (natural do lugar em que se encontra) em 2015, juntamente com outros países da América do Sul (Paraguai, Colômbia e Suriname) e Central (Guatemala).

- Quais exames estão sendo realizados nas crianças e nas gestantes dos estados  que já notificaram o Ministério da Saúde?

A partir dos casos identificados em Pernambuco, estão sendo realizadas investigações epidemiológicas de campo, tais como: revisão de prontuários e outros registros de atendimento médico da gestante e do recém-nascido.

Também estão sendo feitas entrevistas com as mães por meio de questionário. Os casos seguem para investigação laboratorial e exames de imagem como a tomografia computadorizada de crânio.

- Qual período da gestação é mais suscetível à ação do vírus?

Pelo relatado dos casos até o momento, as gestantes cujos bebês desenvolveram a microcefalia tiveram sintomas do vírus Zika no primeiro trimestre da gravidez. Mas o cuidado para não entrar em contato com o mosquito Aedes aegypti é para todo o período da gestação.

- Neste momento, qual é a recomendação do Ministério da Saúde para as gestantes?

Neste momento, o Ministério da Saúde reforça às gestantes que não usem medicamentos não prescritos pelos profissionais de saúde e que façam um pré-natal qualificado e todos os exames previstos nesta fase, além de relatarem aos profissionais de saúde qualquer alteração que perceberem durante a gestação. Também é importante que elas reforcem as medidas de prevenção ao mosquito Aedes aegypti, com o uso de repelentes indicados para o período de gestação, uso de roupas de manga comprida e todas as outras medidas para evitar o contato com mosquitos, além de evitar o acúmulo de água parada em casa ou no trabalho.

Independente do destino ou motivo, toda grávida deve consultar o seu médico antes de viajar.

- Neste momento, qual é a recomendação do Ministério da Saúde para gestores e profissionais de saúde?

É importante que os profissionais de saúde estejam atentos à avaliação cuidadosa do perímetro cerebral e à idade gestacional, assim como à notificação de casos suspeitos de microcefalia no registro de nascimento no Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC). Por ser uma fonte de contato direto com a população, os profissionais também devem reforçar o alerta sobre os cuidados para evitar a proliferação do mosquito da dengue, e orientar as gestantes sobre as medidas individuais de proteção contra o Aedes aegypti. Além da notificação no Sinasc, o Ministério da Saúde enviou orientação para que seja feito o registro em uma ficha específica, adotada de maneira excepcional, que trás mais detalhes dos casos que serão investigados.

O Ministério da Saúde divulgará nesta semana a atualização das orientações sobre vigilância e manejo clínico. Também, neste momento, uma equipe técnica do ministério trabalha na elaboração de um plano de ação nacional, que deve ser lançado na próxima semana.

 

Marsilac

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

 

Marsilac é um distrito no extremo sul do município paulista de São Paulo, pertencente à subprefeitura de Parelheiros. Seu nome é uma homenagem ao engenheiro José Alfredo Marsilac, que desenvolveu várias técnicas para a construção de estradas e túneis mesmo perdendo 99% de sua visão por ter sido atingido por uma bomba na revolução de 1932.

 

Desentupimento no bairro Marsilac é com a PH Serviços SP.

 

Resultado de imagem para atendimento 24 horas

Parceria de atendimento 24 horas

 

"Sertão é do tamanho do mundo"

(11) 3313-1732

14/09/17

 

Exibindo Imagens 1 a 40 de 58

Páginas:  1   2 

Desentupidora no Marsilac Empresa de esgotamento de fossa no Marsilac Limpa fossa no Marsilac
Caminhão de Desentupimento no Marsilac Desenpimento de Caixa de Inspeção no Marsilac Desentupidora 24 Horas no Marsilac
Desentupidora Emergência no Marsilac Desentupidora Emergêncial no Marsilac Desentupimento em Hospital no Marsilac
Desentupimento 24 Horas no Marsilac Desentupimento com Caminhão de Hidrojateamento no Marsilac Desentupimento com Equipamentos no Marsilac
Desentupimento com Máquina no Marsilac Desentupimento com Máquinas no Marsilac Desentupimento de Águas Pluviais no Marsilac
Desentupimento de Caixa de Esgoto no Marsilac Desentupimento de Caixa de Gordura no Marsilac Desentupimento de Caixas de Inspeção no Marsilac
Desentupimento de Cano no Marsilac Desentupimento de Colunas no Marsilac Desentupimento de Esgoto no Marsilac
Desentupimento de Esgotos no Marsilac Desentupimento de Fossa no Marsilac Desentupimento de Fossas no Marsilac
Desentupimento de Pia no Marsilac Desentupimento de Poço de Recalque no Marsilac Desentupimento de Ralo no Marsilac
Desentupimento de Tubulações no Marsilac Desentupimento de Vaso no Marsilac Desentupimento de Vaso Sanitário no Marsilac
Desentupimento em Bacia no Marsilac Desentupimento em Banheiro no Marsilac Desentupimento em Bar no Marsilac
Desentupimento em Comércio no Marsilac Desentupimento em Condomínio no Marsilac Desentupimento em Edifício no Marsilac
Desentupimento em Edifícios Desentupimento em Empresa no Marsilac Desentupimento em Escola no Marsilac
Desentupimento em Hotel no Marsilac Desentupimento em Indústria no Marsilac Desentupimento em Lanchonete no Marsilac

Exibindo Imagens 1 a 40 de 58

Páginas:  1   2 

 
 
Peça agora um orçamento
Palavras Mais Buscadas: Limpa Fossa na Zona Sul | ABCD | Água Pluvial | Alphaville | Aluguel de caminhões limpa fossa | Arujá | Barueri | Base Móvel | Biritiba Mirim | Bomba de Poço de Recalque | Caieiras | Cajamar | Carapicuiba | Centro | Cotia | Desentupidora na Zona Oeste | Desentupidora na Zona Sul | Desentupidora Posto de Gasolina | Desentupimento | Desentupimento de Calhas | Desentupimento em São Paulo | Desentupimento em SP | Desentupimento na Grande São Paulo | Desentupimento na Zona Leste | Desentupimento na Zona Norte | Desentupimento na Zona Oeste | Desentupimento na Zona Sul | Desentupimento no Centro | Desentupimos | Desentupir | Diadema | Doenças transmitidas pela água | Embu das Artes | Embu-Guaçu | Emergência | Eventos | Febre Amarela | Ferraz de Vasconcelos | Francisco Morato | Franco da Rocha | Granja Vianna | Guarulhos | Histórico de Notícias e Dicas | Itapecerica da Serra | Itapevi | Itaquaquecetuba | Jandira | Juquitiba | Leste | Limpa Fossa Estradas | Limpa Fossa na Grande São Paulo | Limpa Fossa na Zona Leste | Limpa Fossa na Zona Norte | Limpa Fossa na Zona Oeste | Limpa Fossa no Centro | Limpa Fossa Zona Leste | Limpa Fossa Zona Sul | Limpadora de Caixa de Água | Limpa_Fossa | Limpeza de caixa de gordura | Limpeza de Fossa | Limpeza de fossa em Itapecerica da Serra | Limpeza de fossa na Zona Leste | Limpeza de fossa na Zona Norte | Limpeza de fossa na Zona Oeste | Limpeza de fossa na Zona Sul | Limpezas | Mairiporã | Mauá | Menor Preço | Mogi das Cruzes | Norte | Obras | Oeste | Osasco | Pirapora do Bom Jesus | Poá | Poço de Inspeção | Poço de Visita | Praia Grande | Ribeirão Pires | Rio Grande da Serra | Salesópolis | Santana do Parnaíba | Santo André | São Bernardo do Campo | São Caetano do Sul | São Lourenço da Serra | São Paulo | Sul | Suzano | Taboão da Serra | Vargem Grande Paulista | Zona Leste | Zona Oeste | Zona Sul 1 | Zona Sul 2